22/06/2023 às 09h42min - Atualizada em 22/06/2023 às 09h42min

Oxigênio do submarino que visitava o Titanic acaba hoje

À medida que uma frota internacional de navios e aeronaves de monitoramento avança com os esforços de busca e resgate, cada segundo que passa torna menos provável que os passageiros do Titan sejam encontrados com vida

ACRITICA43
Foto:Reprodução

MUNDO - O tempo limite para encontrar o submarino desaparecido que perdeu contato com sua nave-mãe no domingo, 18, quando desceu até os destroços do Titanic com cinco pessoas a bordo, está acabando rapidamente e deve se esgotar na manhã desta quinta-feira, 22.

À medida que uma frota internacional de navios e aeronaves de monitoramento avança com os esforços de busca e resgate, cada segundo que passa torna menos provável que os passageiros do Titan sejam encontrados com vida.

Mesmo que o Titan esteja localizado no Atlântico Norte, pode ser quase impossível alcançá-lo se ele estiver preso no fundo do oceano a cerca de 3.800 metros de profundidade, próximo aos destroços do Titanic.

As cinco pessoas a bordo do submarino são o piloto Stockton Rush, CEO da OceanGate, a empresa que lidera a expedição; o explorador e bilionário britânico Hamish Harding; Shahzada e Suleman Dawood, pai e filho de uma importante família paquistanesa; e o explorador submarino francês e especialista em Titanic Paul-Henry Nargeolet.

Encontrado na superfície

O Titan tem sistemas de segurança embutidos que o ajudam a subir à superfície em caso de emergência, incluindo sacos de areia e tubos de ferro que podem ser liberados, bem como um balão inflável. O sistema foi projetado para funcionar mesmo que todos a bordo estejam inconscientes.

Esse seria o melhor cenário possível, mas mesmo assim isso não quer dizer necessariamente que no final sejam encontrados sobreviventes, disse Lawrence Brennan, professor da Escola de Direito da Universidade de Fordham.

A escotilha do Titan não pode ser destravada por dentro, "portanto, eles terão que abrir a escotilha e os parafusos por fora e resgatar as pessoas que estão lá dentro. Esse é o melhor cenário, mas não tenho certeza de que seja provável", disse Brennan, que é capitão aposentado da Marinha e esteve envolvido na investigação e no julgamento de casos envolvendo navios de resgate de submarinos.

Encontrado no fundo do oceano, mas sem sobreviventes

Se o Titan estiver preso no fundo do oceano, os ocupantes acabarão ficando sem oxigênio e desenvolverão hipotermia devido ao frio extremo, de acordo com especialistas.

Nargeolet, que fez mais de 30 viagens aos destroços do Titanic, explicou ao Titanic Channel em uma entrevista de 2019 os possíveis perigos de ficar preso em outro submersível, chamado Nautile, nas profundezas do oceano.

Há oxigênio suficiente para quatro ou cinco dias, mas isso não ajuda porque é improvável que a ajuda chegue nesse período, disse ele. O maior problema no fundo do oceano é a temperatura da água.

Sem esperança de sobrevivência

Mesmo quando não há esperança de que os ocupantes sobrevivam devido ao esgotamento do oxigênio, a recuperação da embarcação será difícil. Um dos problemas para localizar o submersível pode ser o fato de que os destroços do Titanic estão espalhados por mais de um quilômetro e alguns podem ser tão grandes quanto o próprio submersível, disse Karson.

O submarino é essencialmente "outro pedaço de metal lá embaixo", disse ele. Se ele estiver no fundo, para recuperar o submarino seriam necessárias "coisas que não estão disponíveis no momento", de acordo com Brennan.

Equipamentos usados para perfuração de petróleo em águas profundas poderiam funcionar, mas esses equipamentos provavelmente não estão próximos ao local da busca, afirmou ele.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://efatonoticia.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Seja nosso anunciante? fale conosco pelo Whatsapp