16/05/2023 às 13h22min - Atualizada em 16/05/2023 às 13h22min

Quem fizer mais de 30 transações por mês pelo Pix terá de pagar tarifa | Portal É Fato Notícia

Banco Central já autorizou instituições financeiras a fazerem cobranças de clientes, inclusive de pessoas físicas.

Da Redação
revistaoeste.com
revistaoeste.com

BRASIL - Banco Central já autorizou instituições financeiras a fazer cobranças de clientes, inclusive de pessoas físicas.

Depois de anunciar que o Pix seria gratuito para pessoas físicas, o Banco Central (BC) voltou atrás e determinou que quem fizer mais de 30 transferências pelo sistema por mês terá de pagar uma taxa à instituição financeira em que tiver a chave do sistema cadastrada.

De acordo com o BC, qualquer cliente que passar desse número de transações será enquadrado como tendo relações comerciais e, por isso, se justificaria a taxação. 

O BC também anunciou que as 762 instituições que se inscreveram para operar o novo sistema de pagamentos instantâneos contarão com um sistema chamado Pix Cobrança, que emitirá um QR Code para cobranças futuras de recebíveis. 

E estabeleceu ainda que quem tentar burlar o sistema poderá receber multas que variam entre R$ 50 mil e R$ 1 milhão.

 

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://efatonoticia.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Seja nosso anunciante? fale conosco pelo Whatsapp