28/06/2023 às 11h19min - Atualizada em 28/06/2023 às 11h19min

Grafite no reservatório de água do Núcleo 23 destaca a integração de refugiados em Manaus

Trabalho é de autoria do artista urbano amazonense Denis LDO, no marco do Dia Mundial do Refugiado de 2023

Da Redação
portaldoamazonas.com.br
FOTO: Reprodução/portaldoamazonas

MANAUS - A presença de diferentes culturas em Manaus ilustra o novo grafite do reservatório de água localizado na rotatória do Núcleo 23, bairro Cidade Nova, zona Norte da capital amazonense. O trabalho de autoria do artista Denis LDO celebra a pluralidade que marca uma cidade com grande fluxo de refugiados e migrantes, como venezuelanos, haitianos, colombianos e de outras nacionalidades. 

O trabalho foi finalizado nesta semana. Além de Denis, outros dois artistas também participam da execução: Waldemir do Nascimento, o “Cria”, e Vanderlann de Lima, o “Broly”.  

“É muito importante para mim poder falar de pessoas que saíram dos seus lares e levar esse tema para população por meio da arte. Todos têm o direito de trabalhar, de estudar e de escrever uma nova história em uma nova cidade, e eu fico muito grato de fazer essa arte com esse tema”, resume Denis LDO.  

Com o tema “Esperança Longe de Casa”, a arte retrata a inclusão dos refugiados em Manaus, por meio de pessoas de diferentes origens dando as mãos. A hospitalidade é representada por várias formas de habitação existentes na capital. A ação acontece em parceria com a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), no marco do Dia Mundial do Refugiado. 

“Em um momento em que o número de pessoas deslocadas por guerras, perseguição, violência e violações de direitos humanos atingiu o recorde de 108,4 milhões, ações como essa reforçam por meio da arte a mensagem do Dia Mundial do Refugiado 2023 de uma cidade inclusiva, acolhedora e que dá esperança para pessoas que buscam direitos e oportunidades”, enfatiza a chefa do ACNUR para Amazonas e Roraima, Sara Angheleddu. 

Integração

A integração de equipes com cada vez mais representatividade é uma realidade do grupo Aegea, que atua na capital amazonense por meio da Águas de Manaus. 

A concessionária atua com base na agenda ESG, sigla que significa “Governança Ambiental, Social e Corporativa” e que rege o compromisso da concessionária em aumentar, cada vez mais, o seu quadro de mulheres, pessoas negras e indígenas. Isso rendeu à concessionária, por três anos seguidos (2020, 2021 e 2022), menções na lista de “Lugares Incríveis para Trabalhar 2022”, premiação organizada pelo portal UOL e Fundação Instituto de Administração (FIA). 

“Nós temos colaboradores haitianos e venezuelanos, e estamos sempre apoiando iniciativas que representam mais oportunidades para refugiados. E fazer essa homenagem, de encontro ao nosso apoio aos artistas urbanos, representa a preocupação que temos com essa população que torna Manaus uma cidade mais plural”, resume o gerente de Responsabilidade Social, Semy Ferraz.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://efatonoticia.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Seja nosso anunciante? fale conosco pelo Whatsapp