16/06/2023 às 13h22min - Atualizada em 16/06/2023 às 13h22min

Prévia do PIB do Banco Central registra alta de 0,56%, acima das expectativas

Segundo os dados, divulgados pelo Banco Central nesta sexta-feira (16/6), o indicador veio acima das expectativas do mercado, que esperava um desempenho neutro ou negativo diante da queda do setor de serviços

Da Redação
correiobraziliense.com.br
FOTO: Reprodução/Internet

BRASIL - O Índice de Atividade Econômica (IBC-Br), indicador que é considerado uma prévia de desempenho do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, subiu 0,56% em abril na comparação com março. Segundo os dados, divulgados pelo Banco Central (BC) nesta sexta-feira (16/6), o indicador veio acima das expectativas do mercado, que esperava um desempenho neutro ou negativo diante da queda do setor de serviços. 

A alta recupera o resultado de março, em que houve recuo de 0,15%. Em relação a abril de 2022, o IBC-Br teve crescimento de 3,31%. No trimestre encerrado em abril, o indicador subiu 3,47% ante o trimestre anterior. Em relação ao mesmo trimestre de 2022, houve alta de 4,06%. Com os dados divulgados hoje, o índice acumula alta de 3,88% no ano e de 3,43% em 12 meses. 

Divulgado mensalmente, o IBC-Br é considerado um termômetro da economia brasileira medida pelo PIB, que é divulgado trimestralmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). 

Os dois indicadores têm formas diferentes de cálculo e nem sempre o IBC-Br e o PIB têm resultados semelhantes. Enquanto o PIB é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, o IBC-Br usa estimativa das áreas e também dos impostos. O indicador é usado ainda como uma das ferramentas do BC para definir a taxa básica de juros (Selic), atualmente em 13,75% ao ano.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://efatonoticia.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Seja nosso anunciante? fale conosco pelo Whatsapp